Resumo Lição da Escola Sabatina

DEUS COMO ARTISTA

 

            “Uma coisa peço ao SENHOR, e a buscarei: que eu possa morar na Casa do SENHOR todos os dias da minha vida, para contemplar a beleza do SENHOR e meditar no seu templo”. Salmo 27:4.

O homem sempre buscou representar por meio da arte, a realidade em que vive. O sobrenatural ou um ser superior sempre fez parte do inconsciente humano. Ao longo do tempo, a humanidade vem tentando retratar este ser superior através de expressões artísticas. Por exemplo, a arquitetura de templos, pirâmides, esculturas, túmulos, vasos, etc.

Das pirâmides do Egito, passando pelos templos românicos dos séculos 11 e 12 e abadias góticas do século 16, chegando até aos templos multiservice modernos, verifica-se que a arte humana busca de alguma forma retratar a beleza e elementos da Divindade. Logicamente que os exageros humanos evidenciaram que Deus estava certo ao estabelecer princípios que visavam notificar aos adoradores estes perigos. Pois o homem poderia dar mais atenção à representação do que ao Representado. Entretanto, apesar dos grupos humanos tentarem corporificar o Divino, o próprio Deus integra a cultura artística do povo, Se apresentando nas diversas formas artísticas humanas. Continuar lendo

Resumo da Lição da Escola Sabatina

Senhor do Sábado  11 a 18 de fevereiro

“O sábado foi estabelecido por causa do homem, e não o homem por causa do sábado”.  Marcos 2:28.

Ao ser criado, foi Adão posto no domínio da Terra. Mas, cedendo à tentação, foi levado sob o poder de Satanás. ‘Porque de quem alguém é vencido, do tal faz-se também servo’”. II Ped. 2:19, afirmou Ellen White (PP, 67). Apartir daquele momento o homem estava escolhendo seu senhor. Aliás, o conflito gira em torno disso, quem é o senhor? Quem domina a mente humana? Quem recebe a adoração?

O tema desta semana tem como pano de fundo a ADORAÇÃO”. Mas a Palavra de Deus só reconhece um único ser como senhor de tudo e de todos, Deus. O homem é que decidiu fazer uma outra escolha. Continuar lendo

Projeto Sonhando Alto


QUER SER UM UNIVERSITÁRIO?
Você, jovem adventista, que já concluiu o ensino médio e deseja ingressar em uma universidade adventista, chegou sua grande oportunidade: Projeto Sonhando Alto.
“A obra da colportagem, devidamente dirigida, é uma obra missionária da mais elevada espécie e o melhor e mais bem-sucedido método que pode ser empregado para colocar perante o povo as importantes verdades para este tempo”. Colportor Evangelista, pág 6.
O Ministério de Publicações convida você a sonhar alto conosco e todos quantos aceitarem o desafio de colportar, serão treinados e preparados para o serviço de evangelismo através da venda de nossa literatura.
Treinamento nos dias 06, 07 e 08 de Março.
Taxa: R$ 50,00 para os 100 primeiros inscritos.
Faça já sua inscrição na sede da Associação Baixo Amazonas
Informações: 3323-3019 / 9280-7125

Calendário – ABA – 2012

Para acessar o calendário em word clique: CALENDARIO-ABA-2012

Comentário da Lição da Escola Sabatina – Lição de 17 a 24 de dezembro

O EVANGELHO E A IGREJA

“Por isso, enquanto tivermos oportunidade, façamos o bem a todos, mas principalmente aos da família da fé”. Gálatas 6:10
O título da lição desta semana apresenta duas palavras (Evangelho e Igreja), muito conhecida pela nossa sociedade. Isso é notadamente evidenciado pela presença evangélica no mundo dos negócios, política. É um dos setores comerciais que mais cresce no Brasil. Continuar lendo

Comentário Lição da Escola Sabatina 03/12-10/12

Liberdade em Cristo – 03 a 10 de Dezembro

 

            Introdução:

“Irmãos, vocês foram chamados para a liberdade. Mas não usem a liberdade para dar ocasião à vontade da carne; ao contrário, sirvam uns aos outros mediante o amor”. (Gálatas 5:13).

Primeiro a abolição, nada sem a abolição, tudo pela abolição”. Esta frase abolicionista retrata o desejo de um homem com sonho de liberdade, Ruy Barbosa. Nesta semana a liberdade é apresentada como grande conquista do nosso grande abolicionista, Jesus Cristo. A frase de Ruy Barbosa com certeza reproduz o grande desejo de Deus para a raça humana, a liberdade.

A palavra “liberdade” em gálatas é um termo grego (“eleutheria”) que retratava a prática de alforria de um escravo:

A fraseologia é a de alforria da escravidão, que entre os gregos era efetuada por convenção legal, de acordo com a qual o escravo alforriado era comprado por um deus; visto que o escravo não podia prover o dinheiro, o senhor o pagava na tesouraria do templo na presença do escravo, quando então se tirava um documento que continhas as palavras ‘para a liberdade’. Ninguém mais o poderia escravizar novamente, já que ele era propriedade do deus”.  Dicionário Vine, 757 Continuar lendo

Comentário da Lição Escola Sabatina – 26/11-03/12

 

As Duas Alianças – 26 de novembro a 3 de dezembro

 

            Deus nunca esperou que o homem tomassem a iniciativa no processo salvífico, nem tão pouco que este por méritos próprios alcançasse a salvação:

Gênesis 3:9“E chamou o Senhor ao homem e lhe perguntou: Onde estás?”

I João 4:19“ Nós o amamos a ele porque ele nos amou primeiro”

João 15:16“Não me escolhestes vós a mim, mas eu vos escolhi a vós, e vos nomeei, para que vades e deis fruto, e o vosso fruto permaneça; a fim de que tudo quanto em meu nome pedirdes ao Pai ele vo-lo conceda”.

Efésios 2:8 e 9 “Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus. Não vem das obras, para que ninguém se glorie”.

Ao relatar a respeito de duas alianças Paulo não está dizendo que Deus em termos soteriológicos proveu duas alianças. A aliança salvífica de Deus para o homem sempre foi respaldada pela dicotomia graça e fé. Continuar lendo